Carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

Fique por dentro

Há mais de 10 anos superando expectativas...

Solicite sua proposta

3 ações para eliminar o desperdício de água no condomínio

Administração de Condomínios

Reunimos três ações práticas e simples, que podem ajudar a eliminar o desperdício de água e oferecer economia

Saiba como pequenas atitudes podem gerar economia de água

Para ajudar vocês nesta nova rotina, reunimos três ações práticas e simples, que podem ajudar a eliminar o desperdício de água e oferecer economia para o condomínio. Confira:
 
VERIFIQUE OS HIDRÔMETROS
 
Você sabia que um buraquinho de 2 milímetros em um cano  desperdiça 96 mil litros de água em um mês?  Isso equivale a praticamente dez carros-pipa de água limpa e tratada sendo desperdiçada.
 
Dica: Feche as torneiras, interrompa o consumo e verifique se os indicadores do hidrômetro continuam girando. Em caso positivo, procure uma ajuda técnica, pois há grandes chances de haver vazamentos no seu prédio.
 
FAÇA A MANUTENÇÃO DE VÁLVULAS DE TORNEIRAS
 
De acordo com dados do Instituto Akatu, se 12 apartamentos de um prédio aderissem ao uso do aerador (válvula que pode ser colocada no bico da torneira para reduzir o fluxo de água) na torneira da cozinha, em um ano seria possível economizar água suficiente para encher uma piscina olímpica.
 
Identificado o vazamento, faça uma inspeção em todas as torneiras e bicas do condomínio, instalando redutores de vazão para conter o desperdício.
 
APOSENTE A MANGUEIRA
 
Uma mangueira aberta por 15 minutos gasta cerca de 280 litros de água. Para lavagens de áreas comuns, substitua a mangueira por vassoura e balde, buscando utilizar água reaproveitada para isso.
 
Saiba como criar coletor de água de chuva!
 
Se você é síndico, não deixe de orientar os funcionários do condomínio a adotarem estes hábitos para evitar o desperdício de água. Para os moradores, fica a dica para incentivar estas e outras iniciativas que possam contribuir para um consumo mais consciente e sem excessos do prédio como um todo e também de suas residências.
 
Fonte: Planeta Sustentável