Carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

Fique por dentro

Há mais de 10 anos superando expectativas...

Solicite sua proposta

Jardins valorizam condomínios e favorecem bem estar.

Administração de Condomínios

Poder abrir a janela do quarto pela manhã e ver um belo jardim com flores e árvores, mesmo morando em um condomínio no centro da cidade, é mais comum atualmente. É um benefício que vem conquistando moradores de regiões urbanas que buscam melhor qualidade de vida. Para o engenheiro agrônomo e professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) doutor Enio Luiz Pedrotti, conviver em um meio arborizado torna os moradores mais contentes por estarem em um local agradável, o que está relacionado diretamente com a saúde e o bem estar. Mas para ter um jardim planejado é importante ter o suporte de um profissional. O ideal é ser um paisagista, que pode ter a contribuição de agrônomos, engenheiros e outros arquitetos.

Investir em jardins no meio urbano é uma tendência que no Brasil começou a ganhar espaço primeiramente em São Paulo, por ser uma metrópole densa, muito poluída e com os transtornos de cidade grande, como os engarrafamentos e falta de segurança. Para se aproximar da natureza é uma tendência os condomínios verticais destinarem amplos espaços aos jardins e investirem mais nas áreas de lazer.

De acordo com a arquiteta paisagista, investir em jardins e áreas de lazer nos condomínios é um benefício para os moradores, pois o contato com a natureza influi diretamente na qualidade de vida dos usuários. Dessa forma, o jardim do condomínio surge como uma opção de recreação e contemplação. “O jardim é, ao mesmo tempo, ornamental, contemplativo e também o espaço de lazer, de convívio dos moradores, com playgroud, quadra esportiva, piscina e até pequenas trilhas ecológicas”.

Cuidados

Durante todo o ano, as plantas merecem cuidados diferenciados devido às mudanças de cada estação. No verão, as plantas passam por um período de intenso calor e frequência de chuvas, época propícia para elas se desenvolverem, porém mais propensas a pragas e doenças. Normalmente surgem manchas escuras ou esbranquiçadas, sendo necessário o controle com fungicidas ou inseticidas.

Para jardins já implantados, é importante fazer a adubação para que as plantas estejam bem nutridas durante a estação mais fria do ano. “Tenho verificado que a primeira reação de muitos jardineiros é podar, podar e podar. Poucos se preocupam em preparar a planta para que entre no inverno bem nutrida para emitir brotações vigorosas na primavera”, critica Pedrotti. A manutenção com a limpeza do jardim deve ser realizada por um jardineiro durante o ano todo. Já o período ideal para podas começa em maio.

Fonte: Atual