Carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

Fique por dentro

Há mais de 10 anos superando expectativas...

Solicite sua proposta

Novos condomínios em Teresina já adotam medição individualizada

Administração de Condomínios

Alguns condomínios possuem consumo de água paga de forma coletiva. Empreendimentos terão prazo de cinco anos para se adaptarem à normativa.

Já está em vigor uma Lei 13.312 que torna obrigatório que moradores de condomínios tenham suas contas de água individualizadas. Até então, em muitos condomínios o consumo de água era pago de forma coletiva e o valor dividido de forma igual para todos. Por conta disso, uma unidade de moradia que tenha duas pessoas pagava o mesmo valor de consumo que uma moradia com cinco, por exemplo. Em Teresina, os novos empreendimentos já estão se adequando à nova medida.

Para Tiago Meireles, que é síndico de um condomínio que fica na Zona Leste, a regulamentação pode trazer um benefício para uma família com poucos integrantes. Mesmo assim, ele prevê gastos para o condomínio para poder se adaptar à normativa.
 
"A gente acaba tendo essa cobrança injusta. Acontece muitas vezes do morador acabar viajando, não fazer o uso da água e no final paga na conta do condomínio. Infelizmente essa individualização dos hidrômetros, geralmente ela custa muito alto, os valores são muito caros. O que nós vamos acabar onerando R$ 30 mil reais", contou.
 
Conforme o superintendente de geoprocessamento da Agespisa, esse é um transtorno comum que os moradores de condomínios de todo país enfrentam. Ele contou ainda que alguns já estão sendo construídos com medição de água individualizada, e os que ainda medem o consumo de forma coletiva, terão um prazo para se adaptarem à nova norma.
 
"Todos os condomínios de Teresina já estão sendo construídos com essa medição individualizada. No entanto, os condomínios mais antigos, terão um prazo de até cinco anos para se adaptarem à lei”, disse.
 
Fonte: Sindico news